Resultados na mão e ideias na cabeça


Recentemente participamos do Congresso Brasileiro de Cosmetologia e uma das palestras que realizamos relacionava o universo do cinema ao contexto da liderança. O diretor de cinema Glauber Rocha defende uma filosofia conhecida no meio artístico como “Uma câmera na mão e uma ideia na cabeça”. Ele foi o precursor de um movimento conhecido como Cinema Novo, que buscava filmes com mais realidade, mais conteúdo, menos custos, com uma linguagem voltada à realidade brasileira. Alguma semelhança com o nosso momento empresarial atual? Estamos em um contexto econômico desafiador, com pessoas que buscam conteúdos cada vez mais relevantes, e temos a missão de ter resultados na mão com menos investimentos. Qual é a chave para tudo isso? Criatividade!

Pensar diferente, modificar rotinas, estruturar projetos, implementar estratégias, estimular novas soluções. Todas essas atividades estão presentes em um contexto criativo, e o fato de envolver os profissionais nessa busca pela inovação, fazendo com que eles sintam que suas sugestões são importantes, tem um grande impacto no recrutamento, na retenção de talentos e na comunicação interna.

Por isso, estruturamos um treinamento chamado de “Oficina de Ideias”, formado por conteúdos em diferentes plataformas, dinâmicas e projetos que podem envolver profissionais de todas as áreas. Para mostrar um pouquinho da nossa forma de trabalho e também compartilhar algumas dicas para que você estimule o seu potencial criativo no dia a dia, separamos 3 etapas contínuas que precisam ser levadas em conta:

- Análise – para criar algo novo é preciso inicialmente analisar o contexto, verificar a situação atual dos produtos e serviços da empresa, entender as etapas que envolvem a entrega do produto ou serviço e identificar de que forma ele é utilizado.

- Geração de ideias – Já diria Lavoisier: “Na natureza nada se perde, nada se cria, tudo se transforma”. Por isso, a geração de ideias envolve inicialmente uma pesquisa de conceitos, uma busca de referências que podem ser adaptadas ao seu negócio. Unindo as referências ao seu conhecimento do processo, fica mais fácil colocar as sugestões no papel.

- Compartilhamento – De que adianta ter a ideia de um filme, gravar e não exibir aos outros? Na empresa também é assim. Depois que as ideias estiverem formatadas, compartilhe com outros profissionais, dê forma ao que foi criado, crie planos de ação para colocar em prática o que imaginou.

Vale lembrar que, cada uma dessas etapas interfere na outra, e que, como dissemos em uma das palestras no Congresso de Cosmetologia, assim como o cinema criou o comando LUZ, CÂMERA, AÇÃO as empresas precisam de IDEIA, PLANO, AÇÃO. Sucesso nessa jornada! Se precisar de apoio conte com a gente. Nossa equipe está pronta para criar uma verdadeira Oficina de Ideias na sua empresa e trilhar junto com você uma história de sucesso!


DESTAQUES
POSTS RECENTES
TAGS
Nenhum tag.

Linus RH | Alameda Santos, 200 cj. 61 São Paulo | SP 11 3587 1950

Saiba mais sobre oportunidades e serviços em www.linus.com.br

  • Facebook App Icon
  • Twitter Classic
  • LinkedIn App Icon