Empresa Criativa? Sim, uma Tendência Diferenciada!

Em nossa última postagem destacamos a importância da criação de um ambiente criativo e como isso pode contribuir com o desenvolvimento de seus colaboradores. Porém, para que esse ambiente possa ser criativo, uma pergunta deve ser feita: A sua empresa é criativa?

O grande impacto competitivo causado pelas transformações tecnológicas e globalização faz com as empresas estejam constantemente em mudanças, revendo seus conceitos, aprimorando projetos, serviços e inovando o seus produtos, e consequentemente seus colaboradores tendem a sair desse esquema padronizado de processos de trabalho.

A versatilidade criada por uma empresa criativa pode ser uma tendência que a diferenciará de seus concorrentes e atrairá profissionais engajados. No entanto para que o colaborador tenha a competência exercitada, a empresa deve conceder autonomia através de recursos e estimular esse comportamento.

Apesar de o momento ser de contenção de despesas, redução de custos, o recurso humano nunca foi tão valorizado pelas empresas, afinal de contas são elas que ditam a tendência do que as empresas colocarão no mercado. E para ser criativa e competitiva, as empresas estão escutando quais são as necessidades de seus colaboradores, e automaticamente, estão criando uma empresa participativa que conta com a colaboração de todos.

Criatividade e inovação são importantes? Qualquer organização dirá que sim! Afinal num mundo mutante, a estagnação é a morte de uma empresa! Mas há coerência entre o discurso e a ação? Aí é outra conversa... E esta incoerência pode manifestar-se de várias formas: o líder que não ouve aquela ideia do seu colaborador, a repressão da fala no momento daquela reunião (que as vezes pode ser uma exposição unilateral da liderança), sem possibilidade de questionamentos, perguntas ou abertura a sugestões dos colaboradores, falta da valorização da participação nas tomadas de decisões, falta de reconhecimento ao colaborador ou à equipe que fez um excelente trabalho, um clima de muita pressão e estresse para a obtenção de resultados a curto prazo, a falta de flexibilidade das lideranças, o conflito entre equipes de trabalho, a falta de estímulo a trabalhos de equipes inter-funcionais, poucos treinamentos ou estes são deficientes, a ausência de aprovação de recursos para a implantação de novas idéias entre tantos outros.

Como citado, para que a empresa seja criativa, é importante que ela propicie um clima organizacional que facilite a criatividade e a inovação, tornando-se um ambiente desafiador e prazeroso para os colaboradores. A criatividade por si só não basta. É preciso implementá-la.

Transformá-la em uma inovação concreta através de novos produtos, serviços, formas de gestão etc., senão ela não passa de uma elucubração mental e não se transforma em ação.

Acompanhe nosso blog!


DESTAQUES
POSTS RECENTES
TAGS
Nenhum tag.

Linus RH | Alameda Santos, 200 cj. 61 São Paulo | SP 11 3587 1950

Saiba mais sobre oportunidades e serviços em www.linus.com.br

  • Facebook App Icon
  • Twitter Classic
  • LinkedIn App Icon